SEVILHA

Uma cidadezinha muito charmosa onde é possível fazer quase tudo a pé.
Uma curiosidade sobre a cidade de Sevilha são as inúmeras laranjeiras nas suas ruas, que dão um toque extra de beleza à cidade. Segundo a guia não é recomendado provar essas laranjas, pois são muito amargas, mas sem duvida dão um toque muito especial a cidade.

IMG_7703IMG_7843IMG_7845

Vale a pena se hospedar em um hotel Central, próximo da Catedral e arredores, para poder fazer quase tudo a pé, como visitar vários pontos turísticos, assistir a um show flamenco e também desfrutar da gastronomia local provando vários tipos de tapas (que são aperitivos servidos em bares e restaurantes).

IMG_7872Tapas sevilhaTapas sevilha 2Sevilha é muito conhecida por seus tablaos que são pequenos palcos tomados por dançarinos que sapateiam ao som de batidas rasgadas de violão, palmas ritmadas e modulações viscerais no canto. O Flamenco é sem duvida uma das maiores tradições espanholas.

No primeiro dia optei por fazer um city tour de bicicleta para conhecer a cidade e super recomendo!

IMG_7879Há varias opções de tours disponíveis, eu optei por fazer o tour padrão chamado de Daily Bike tour, que tem duração aproximada de 03hs e começa as 10:30hs no Mercado del Arenal.
É possível escolher a opção Perfect Day Bike Tour que permite continuar com a bike após o termino do city tour (fiz o passeio com a empresa See by bike – http://seebybike.com).

De bike foi possível ter uma noção dos principais pontos turísticos da cidade como o Palácio San Telmo, Barrio de Triana, Fabrica de tabacos, Plaza de toros, Catedral, Plaza de Espana, Alcázar, Giralda, Parque Maria Luisa, Barrio Santa Cruz, Torre del Oro.

IMG_7706IMG_7705

IMG_7710

IMG_7717

IMG_7728

IMG_7755

IMG_7771

  See By bike 5

See By bikeApós o passeio de bike seguimos uma dica da guia e fomos almoçar/petiscar no restaurante La Bromilda (Galera 5, El Arenal, 4100 Sevilha, Espanha) que fica próximo do Mercado del Arenal e adoramos a sugestão. A comida é muito gostosa e vale muito a pena experimentar o risoto de cogumelo.

IMG_7775IMG_7777
Vale a pena também petiscar no Mercado Barranco (Calle Arjona, S/N, 41001 Sevilla, Espanha) que é um mercado confortável e com uma variedade de comida de excelente qualidade, desde comidas locais, como paella e muitos frutos do mar, mas também doces, cafés e cerveja. Eu optei por provar o polvo com batatas na Pulperia e adorei.

IMG_7699IMG_7701IMG_7702IMG_7697polvo

Após ter uma ideia sobre a cidade no dia seguinte fomos conhecer melhor algum dos principais pontos turísticos.

Visitamos o Alcázar que foi construído pelos Mouros em meados do século VIII, por isso possui muitos traços árabes além de muitos pátios e jardins internos. A entrada para ver o interior do palácio é paga, mas é sem dúvida um ponto turístico de Sevilha imperdível!

IMG_7796IMG_7799 IMG_7805IMG_7809IMG_7811
Torre del Oro: localizada à beira do Rio Guadalquivir, servia para proteger a cidade de invasores. Dizem que tem o nome de Torre del Oro, porque era coberta por azulejos revestidos de ouro. Vale a pena ir até o topo da torre, e a subida também é paga.

Catedral de Sevilha: Patrimônio Cultural e Histórico da Humanidade pela Unesco, foi construída em estilo gótico para ser um dos maiores templos cristãos do mundo e para substituir a mesquita que existia no lugar, construída na época da dominação árabe, e da qual resta apenas “La Giralda, que ainda possui as formas básicas do minarete do século 12.

IMG_7787IMG_7818IMG_7774Giralda: É uma torre de 100 metros, protagonista na silhueta urbana de Sevilha. Une duas épocas áureas: a base foi erguida no domínio mouro, como minarete de uma antiga mesquita e o topo da torre foi concluído na época do reino católico, transformando a Giralda no campanário da catedral. É possível subir a torre, de onde se podem ter vistas maravilhosas da cidade.

IMG_7785 IMG_7817 IMG_7819 IMG_7823IMG_7824IMG_7826IMG_7831Plaza de Toros: É na arena arredondada de estilo tardo-barroco, construída no século XVIII às margens do Rio Guadalquivir.

Bairro de Santa Cruz: Muito charmoso é formado por um labirinto de ruas estreitas, por onde mal passam carros, e costumava ser o gueto judeu de Sevilha, com charmosas e belas praças, lojas e restaurantes. Permita-se se perder pelas pequenas vielas deste bairro!

IMG_7768 IMG_7781 IMG_7847Plaza de España (Parque Maria Luisa): É um lugar imperdível e de arquitetura impressionante. Foi construída para a Grande Exposição de 1929 e hoje abriga diversos órgãos do governo.

IMG_7756

IMG_7745

IMG_7749

IMG_7760

Sevilha é uma cidade perfeita para fazer um passeio de charrete. Iniciei na Plaza de La Giralda e passeamos por toda zona antiga da cidade, finalizando pelo Parque Maria Luisa e Plaza de Espana, onde o simpático condutor da charrete, que conta pequenas e divertidas histórias dos lugares pelos que vamos passando, tira lindas fotos para guardamos de recordação.

IMG_7883

Também visitamos o Metropol Parasol que é uma construção de madeira na praça La Encarnación, zona antiga de Sevilha e que foi desenhado pelo arquiteto alemão Jürgen Mayer-Hermann. O edifício é conhecido popularmente como Las Setas de la Encarnación (“Os cogumelos da Encarnación”) e é a maior estrutura de madeira do mundo. No local há passarelas para caminhar e uma plataforma, com uma linda vista da cidade. A subida é paga, e feita por um elevador. É uma ótima opção para passeio para apreciar o pôr-do-sol.

IMG_7851

IMG_7852

IMG_7855

Andamos na Roda Gigante La Noria de Sevilha que fica localizada no final da Muelle de las Delicias, uma área de porto que fica próxima do centro histórico. Foi o único passeio que achei que não valeu muito a pena, pois de outros pontos da cidade é possível ter uma vista melhor da cidade.

IMG_7815

IMG_7812

IMG_7814

IMG_7816

Alguns vídeos extras:

Posts Recentes

Deixe um comentário

Fale Comigo

Envie sua mensagem para mim, que eu a responderei o mais breve possível.

Ilegível? Trocar texto. captcha txt

Digite o que está buscando e pressione Enter

IMG_0688img_8676